Máquina de cartão: 5 dicas para encontrar a máquina perfeita

Encontrar a máquina de cartão perfeita para o estabelecimento é uma tarefa muito difícil, pois, essa escolha pode determinar o sucesso ou fracasso do empreendimento.

Possui a maquinha, nos dias atuais, passou de ser uma opção para ser uma necessidade. Pesquisas mostram que a utilização dos cartões como método de pagamento vem crescendo.

No ano de 2018 as compras feitas com cartões de crédito movimentaram R$450 bilhões no mercado, enfatizando a necessidade de ter uma máquina de cartão para concluir as vendas.

5 dicas para encontrar uma máquina de cartão ideal

Além da expansão do uso dos cartões, outro mercado também cresceu, o das máquinas que possibilitam esse tipo de transação.

Por conta disso, as opções que, antes, eram limitadas, cresceram em larga escala, disponibilizando diversas opções, mas aumentando a dúvida em muitos empresários.

Entretanto, existem formas de descobrir qual máquina que melhor se adapta ao estabelecimento e o primeiro passo para isso é entender qual o perfil do negócio.

Para estabelecer o perfil do estabelecimento, o empresário deve levar em conta diversos fatores, como o tipo de negócio (online ou físico); pequeno, médio ou grande porte, entre outros.

Essa etapa é muito importante, pois, ela revelará qual o melhor tipo de máquina para o empreendimento. Hoje, existem duas opções, as tradicionais e as máquinas mPOS (que funcionam com ajuda de um smartphone).

O tipo de equipamento afeta diretamente no valor final dele, igual às taxas e tarifas cobradas. Hoje, é possível encontrar máquina que não cobram taxas nem aluguel.

Por fim, o empreendedor deve buscar saber qual é a empresa que está ofertando a máquina e quais as bandeiras que são aceitas por ela. Quanto maior a quantidade de cartões, maior serão as opções.

Hoje, além dos bancos também existem empresas financeiras que comercializam máquinas de cartão de crédito, algo que aumentou as opções para os comerciantes.