Taxa de câmbio: O que você precisa saber

Se você vai viajar ou sonha em importar algo com certeza já ouviu falar em taxa de câmbio. Na verdade é uma palavra relativamente comum em jornais e em discussões econômicas. Apesar disso, poucos sabem o que isso realmente representa. O câmbio é basicamente o seu significa, uma “mudança”. No caso da taxa de câmbio estamos falando sobre a variação das moedas.

Complicou? Bem, esqueça as moedas como elas são e pense nelas como “unidades” da bolsa de valores, um dia o país fez escolhas boas e a moeda subiu, a bolsa valorizou. Em outro dia, um país fez uma dívida, o mercado se sentiu receoso e a moeda desvalorizou, e a bolsa caiu.

Nessa flutuação, que pode parecer sem sentido, as icógnitas são diversas. Não se escolhe o dia ou a hora, exceto por momentos específicos. Para recuperar investimentos e valorizar a moeda, a equipe econômica pode decidir baixar a moeda inicialmente.

Quando se pensa em taxa de câmbio é a combinação de 3 fatores: a variação da moeda 1, a  variação da moeda 2 e a diferença entre elas. Lembrando que estamos pensando em variação positiva ou negativa, uma valorização/desvalorização em comparação a um momento anterior.

Entretanto essa “variação” é determinada a partir da combinação de outros pontos como trocas comerciais, transações e etc. É complexo.

Por quê o câmbio comercial é mais baixo?

O câmbio comercial não envolve a troca de dinheiro físico, envolvendo a compra e venda de produtos. É o grande responsável pela balança positiva ou negativa dos países. Ou seja, é o câmbio comercial que regula o valor de um produto em dólar, partindo de reais. Além de regular o quanto se comprou em comparação ao exportado. Uma balança positiva em comparativo a um país x regularia uma maior taxa de câmbio entre as moedas. Isso, além de outros fatores conhecidos como bolsa de valores, a própria relação do país com o dólar.

Já quando falamos de câmbio turismo, falamos de mudança de moeda. A impressão de mais notas e confecção de moedas, funcionários, taxas, as empresas que fazem tal câmbio, além da relação cambial. Tudo isso influencia no valor superior do câmbio turismo em relação ao câmbio comercial.

Sendo um assunto tão complexo, precisa-se tomar cuidado com todas as informações colhidas. Nada é tão simples e o câmbio influencia tudo, principalmente índices essenciais como a inflação. E, em contrapartida, tudo influencia o câmbio. As relações comerciais só ocorrem de acordo com este, a bolsa necessita de bons índices e o país, para se desenvolver, precisa de investimento. Essa interligação gera uma instabilidade que podemos perceber em todas essas taxas.