Tendências da moda que podem comprometer sua saúde

As mulheres adoram estar por dentro das tendências da moda, mas nem tudo o que está na moda fica bonito em você e faz bem para a sua saúde, é preciso tomar muito cuidado ao escolher as tendências que pretende usar, porque ficar na moda pode se tornar um sacrifício, custar caro e ainda podem comprometer a sua saúde.

Por exemplo, nessa temporada os maxi brincos estão em alta, mas alguns modelos são muito pesados e o resultado pode ser um rasgo na orelha, por isso, a dica é usar o acessório de vez em quando e por pouco tempo. Para ficar com uma cinturinha fina muitas mulheres apostam em cintas compressoras para colocar uma saia lápis, um vestido tubinho ou outro modelo mais justo, mas tome cuidado, as cintas compressoras prejudica a circulação.

E com isso o sangue pode se acumular nas pernas e causar inchaço, a dica é usar a cinta em períodos curtos, outra tendência é o salto alto, mas cuidado usar salto alto todo dia pode prejudicar a sua saúde, aumentam as chances de tombos e fraturas, por isso, alterne os salto com modelos baixos.

Ficar na moda pode custar caro não só no bolso como também para a sua saúde, por isso preste atenção antes de comprar um produto e caso você queira muito usar, use com cuidado para não comprometer a sua saúde.

O Ideal é você estar preparada e ter um bom plano de saúde, por esse motivo eu recomendo o meu, caso queira saber o mais, eu recomendo, basta ver o valor do plano de saúde unimed preço 2018, e fazer a sua cotação.

Tirar a cutícula pode trazer riscos para a saúde das unhas:

Tirar a cutícula das unhas é algo comum no processo de beleza de quase todas as mulheres, isso porque fazer as unhas pelo menos uma vez por semana faz parte do ritual de beleza e para que as unhas fiquem mais bonitas é necessário a remoção da cutícula, mas essa prática pode trazer muitos riscos para a saúde das unhas, porque quanto menos cutícula mais bonita a unha fica.

Mas é importante lembrar que a cutícula é uma proteção natural que as unhas tem e ela não pode ser totalmente removida, porque pode causar doenças de pele e doenças nas unhas, porque ao remover totalmente as cutículas, a mulher abre mão da proteção natural das unhas e isso pode abrir portas para infecções, inflamações e até mesmo o enfraquecimento das unhas causados por agentes como vírus, bactérias entre outros.

Quando a cutícula é totalmente removida, você abre portas para que esses agentes e uma das doenças mais comuns são as micoses de unha e micoses de pele, por isso é importante estar atenta a esses detalhes, principalmente em salão de beleza onde diversas mulheres compartilham o mesmo alicate.

Além de não remover totalmente a cutícula você precisa verificar se o alicate do salão que você frequente é esterilizado e de preferência tenha o seu próprio kit manicure para evitar infecções.

O hábito de digitar muito pode afetar a saúde das mãos:

Hoje em dia é inevitável usar o teclado do computador ou do notebook por pouco tempo, isso porque a tecnologia faz parte do dia a dia das pessoas e quando não utilizam o computador para trabalhar utilizam para pesquisas e trabalhos escolares, jogos online, entretenimento e bate papo nas redes sociais entre outros, mas é importante que você saiba que o hábito de digitar muito pode afetar a saúde das mãos.

Esse hábito pode ser chamado de LER ou lesão por esforço repetitivo, ou seja, é uma lesão causada por esforços repetitivos e entre esses esforços está a digitação por muito tempo, essa lesão geralmente atinge músculos, nervos e tendões e podem provocar dotes, inflamação local, irritação entre outros sintomas.

Esses movimentos repetitivos das mãos que ocorrem durante a digitação podem causar lesões e os primeiros sintomas é dor, dependendo do caso a pessoa pode sentir formigamento, insensibilidade, falta de força para segurar qualquer objeto entre outros, a lesão se não for tratada pode avançar para sintomas mais sérios, isso porque as inflamações podem se tornar um processo degenerativo.

É preciso procurar imediatamente um médico para que o tratamento seja feito corretamente, geralmente esse tratamento é feito com anti-inflamatórios com o auxilio de fisioterapia.